CRB foi melhor mas a impressão é que o CSA ficou mais próximo da vitória

  • domingo, 10 junho 2018 00:00

O primeiro clássico entre CSA e CRB não foi um jogo bom tecnicamente. As duas equipes jogaram com o objetivo de não perder e por isso tiveram dificuldade em construir o jogo ofensivamente.

Os números do jogo foram favoráveis ao CRB, mesmo o desenrolar da partida mostrando um CSA mais próximo da vitória. Isto porque o Galo apresentou mais volume, mas não tinha objetividade. Por outro lado, o CSA jogava de forma reativa, tinha menos posse, mas acabou sendo mais objetivo.

Ao longo dos noventa minutos, o CRB teve 52,3% de posse de bola, conta 47,7% do CSA.

O número de passes reforçou a característica do CRB em ser a equipe em toda a Série B que troca mais passes. Ao longo do jogo, o Brasil trocou 282 passes com 87% de acerto contra 183 passes dados do Alagoano com acerto de 81%.

Até mesmo nas finalizações, o CRB também levou vantagem. Foram três finalizações certas para cada um, sendo que o CSA finalizou nove vezes contra oito vezes do CRB.

O lance com a maior sensação de gol foi do CSA com Walter colocando uma bola na trave. O destaque individual do CSA - e do jogo, foi o atacante Niltinho. Edson Ratinho foi o jogador mais efetivo do CRB, sendo o jogador com mais posse de bola (15,37%) e com mais passes certos (43). Mas com um jogo tão tático, Edinho pelo CSA e Claudinei pelo CRB, também asseguram um lugar de destaque na partida.

Ao final da rodada da Série B, o CSA fincou sua posição no G4, mantendo o segundo lugar e seguindo de maneira progressiva para o seu primeiro objetivo: chegar aos 45 pontos e assegurar sua participação na Série B. Com 19 pontos em 30 que disputou, o time azulino crava um aproveitamento de 63,3%. Para a meta traçada restam somar 26 pontos.

Nesta relação, a situação do CRB é muito mais complicada. Disputando os mesmos 30 pontos, o CRB só somou oito pontos, o percentual é de 26,7%. A diferença para o objetivo de permanecer na Série B é de ainda buscar 37 pontos. Sem contar que o CRB segue na zona de rebaixamento.

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.