CRB tem começo forte e traz esperança de ano melhor para o torcedor

  • quinta, 17 janeiro 2019 00:00

Não dá para ser incoerente: é apenas um jogo, no início de temporada e com 13 dias de treinamento. Mas o empate do novo time do CRB contra o antigo time do Bahia foi um resultado muito positivo.

Roberto Fernandes já havia alertado na sua entrevista coletiva na apresentação da equipe que o desafio era montar uma nova equipe em pouco tempo e que como titular absoluto, a equipe teria apenas um jogador.

Comparando ao adversário, o Bahia tinha oito jogadores da base do ano passado, com o mesmo treinador e com contratações que qualificaram ainda mais o elenco. Em cima de todo este cenário, a valorização do resultado obtido na Arena Fonte Nova fica ainda importante.

Gostei de alguns conceitos do técnico Roberto Fernandes. Hugo Sanches é um jogador taticamente muito importante, sendo o primeiro a marcar a saída de bola do adversário. Fernandes mapeou de forma muito eficiente as características do Bahia e modelou o CRB para travar as laterais com Nino Paraíba e o excelente Paulinho. Para isso usou uma dobra no lado esquerdo e o volante Ferrugem, jogando como extremo pelo lado direito.

Matheus Silva mostrou muita eficiência como segundo volante, os laterais foram tímidos, mas sem comprometer e ainda ajudam na transição, no momento ofensivo do CRB e a dupla de zaga começou com muita dificuldade na bola aérea, mas depois conseguiram ajustam o posicionamento.

Se o CRB terminou o ano com tantos questionamentos, teve tanta dúvida na questão política do clube, demorou a começar a montar a equipe, o resultado do primeiro jogo mostrou que o time pode apresentar um crescimento, desenvolver competitividade e ter uma temporada bem melhor do que foi feito em 2018.

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.