DOMINOU E GANHOU

  • domingo, 04 fevereiro 2018 00:00
Talisson foi uma das novidades do CSA na vitória sobre o ASA Talisson foi uma das novidades do CSA na vitória sobre o ASA Rodrigo Cortez - ASCOM CSA

CSA abandona ‘modo segurança’, sufoca o ASA e vence um jogo fácil com placar difícil

 

 

Pela primeira vez na temporada, o CSA abandonou o ‘modo segurança’ que vinha utilizando ao longo das partidas. Com o time campeão brasileiro, o Azulão não andou, teve dificuldades de rendimento e não engrenou.

Com diversas mudanças em todos os setores da equipes e enfrentando um adversário que não ofereceu resistência, o CSA foi absoluto no jogo, mas isto não correspondeu em termos de placar. Em uma partida de domínio total e absoluto, o CSA derrotou o ASA por um placar difícil: 2 a1.

Daniel Costa cobrando falta abriu o marcador no 1º tempo. No tempo final, Didira ampliou fazendo 2 a 0, mas nos minutos finais, o atacante Romulo, descontou, dando números definitivos ao marcador.

Em termos de tabela da competição, o clássico foi um jogo de ‘seis pontos’. Com a vitória, o CSA chegou aos sete pontos, assumindo a vice-liderança da competição e ultrapassando o ASA. Já o alvinegro estacionou nos seis pontos e caiu para terceira colocação.

CSA e ASA mudam o foco e passam a pensar na Copa do Brasil. Na próxima 4ª feira, o CSA enfrentará o Manaus, na Arena Amazônia, ás 21h30. Já o ASA irá ao Mato Grosso do Sul para enfrentar o Corumbaense (MS), ás 20h30. Já em relação ao Alagoano, o CSA jogará no sábado de Carnaval, 10, ás 16h30, contra o CSE, no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios. Já o ASA só jogará na 4ª feira de Cinzas, contra o Santa Rita, no Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.

O Jogo

Pressionado pelo resultado e pelo desempenho contra o Ceará e pelas cobranças feitas pela direção da equipe, o técnico Flávio Araújo abandonou o ‘modo segurança’ que vinha utilizando desde o começo da temporada. Jogadores como Rodrigo Lobão, Boquita e Michel Douglas foram sacados da equipe e sequer foram relacionados para a partida.

As mudanças deixaram a equipe do CSA mais leve e desde o início, o time azulino dominou, pressionou e empurrou o ASA para trás. Tentando se defender, o ASA apresentou muitas dificuldades para encaixar a marcação. Mas logo aos 10 minutos, Daniel Costa cobrou uma falta, o goleiro Dida falhou e o CSA abriu o marcador.

Com mais volume de jogo, o CSA poderia ter feito pelo menos mais dois gols. Didira, Leandro Kível e Talisson também tiveram oportunidades. O desempenho do ASA era tão limitado, que aos 30 minutos, o técnico Luiz Paulo promoveu uma mudança, retirando da partida o camisa 10, Diego Furtado.

No segundo tempo, o ASA buscou mais a partida. A primeira grande oportunidade surgiu com Felipe que entrou em diagonal e chutou cruzado. Mas a resposta do CSA veio com Didira que acertou a trave do ASA e no rebote, Daniel Costa chutou em cima de Dida. Leandro Kível ainda teve uma oportunidade, mas Caaporã também teve oportunidade após uma cruzamento do volante Coutinho.

Com mais qualidade em campo, Xandão fez um belo lançamento aos 24 minutos e dentro da área, Didira tocou pelo alto, tirando do goleiro: CSA 2 a 0. Nos minutos finais da partida, Romulo entrou sozinho e diminuiu para o ASA: 2 a 1.

Fiicha Técnica

CSA 2 x 1 ASA

Campeonato Alagoano – 4ª Rodada – Fase de Classificação

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (CBF)

Árbitro Assistente 1: Pedro Jorge Santos (CBF)

Árbitro Assistente: Lennon MCcartney Farias (CBF)

4º Árbitro: Helder Brasileiro (FAF)

Renda: R$ 69.558,00  Público: 6.637 torcedores (com 5.757 pagantes)

Cartões Amarelos: Dida, Felipe, Coutinho (ASA)

Gols: Daniel Costa (CSA) 10’ do 1º tempo; Didira (CSA) 24’ e Romulo (ASA) 44’ do 2º tempo

Equipes:

CSA: Mota, Talisson, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Dawhan; Marcos Antonio (Joilson), Didira, Daniel Costa e Giva(Bruno Veiga); Leandro Kível (Maxuel Samurai)

Técnico: Flávio Araújo

ASA: Dida, Chiquinho, Marcos Arthur, Lucas Bahia e Lucas Piauí; Cal; Cleison Pink (Caaporá), Isaias(Juliano), Coutinho e Diego Furtado(Felipe); Romulo

 

Técnico: Luiz Paulo

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.