IGUALOU

  • quarta, 03 abril 2019 00:00
CSA e Coruripe empataram na segunda partida semifinal do Alagoano: 1 a 1 CSA e Coruripe empataram na segunda partida semifinal do Alagoano: 1 a 1 Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

Em confronto já decidido, CSA sai na frente mas na reta final cede empate ao Coruripe

 

O confronto já estava definido. A vitória do CSA no 1º jogo com cinco gols de diferença já havia definido que o time azulino seria finalista. A segunda semifinal para cumprir tabela foi um jogo lamentável de ser visto pelos 3.706 torcedores que compareceram ao Estádio Rei Pelé.

Ao final dos 95 minutos, CSA e Coruripe, que utilizaram times reservas, empataram em 1 a 1. Os gols surgiram no final de cada um dos tempos. O CSA abriu o marcador com Lohan após cruzamento de Rafinha aos 41 minutos do 1º tempo. Também aos 41 minutos do 2º tempo, Kiko Alagoano cobrou um pênalti, que foi cometido de maneira ‘juvenil’ pelo zagueiro Rony Fernandes em cima do atacante André.

O empate oficializou o CSA na decisão do campeonato contra o CRB. Já o Coruripe disputará a decisão de 3º e 4º lugares contra o Jaciobá.

 

O Jogo

O primeiro lance de perigo surgiu logo aos dois minutos. Após troca de bola envolvendo Jhon Cley, Gersinho e Lohan, Victor Paraíba recebeu arrastou a marcação e chutou com força, sobre o gol defendido por Alexandre.

Aos 13 minutos, Gersinho avançou em velocidade pelo lado e cruzou, quase na entrada da pequena área, Hiago fechou como uma flecha e botou para fora, por cima do gol defendido pelo goleiro do Hulk. O CSA seguia martelando e aos 25 minutos finalizou duas vezes no mesmo lance. Jhon Cley explodiu uma bomba dentro da área e a bola derrubou o zagueiro do Coruripe. O rebote sobrou para Celsinho que chutou cruzado e abola desviou na defesa. Na cobrança do escanteio, Rafinha ergueu na área e Rony Fernandes subiu de cabeça e cabeceou com perigo.

O CSA busca a agressividade no sistema 4-3-3 com posse de bola e ao se defender encaixava um 4-1-4-1. A melhor jogada do CSA foi construída aos 34 minutos. Gersinho surgiu pelo corredor central e serviu a Lohan, que fez o pivô, girou com muita qualidade em cima da marcação e bateu tirando do goleiro, mas Alexandre se esticou todo e evitou o primeiro gol do CSA.

O Azulão seguia insistindo principalmente pelos corredores. Rafinha foi ao fundo e cruzou, Lohan se antecipou a marcação do Coruripe e balançou as redes, fazendo CSA 1 a 0.

No começo do 2º tempo, Jhon Cley roubou uma bola ainda no campo defensivo do Coruripe e encontrou Gersinho sem marcação, ele trouxe para o corredor central e chutou rasteiro no lado direito da meta defendida por Alexandre.

Aos 10 minutos novo lance criado pelo corredor esquerdo, bola cruzada e novamente Lohan cabeceou para uma nova defesa do goleiro Alexandre. No lance seguinte, Iago também arriscou para o gol. Ele dominou na intermediária, arrancou e chutou forte, rasteiro, a esquerda do goleiro Alexandre.

Novamente o atacante Lohan se apresentou para o jogo e finalizando cruzado para mais uma defesa do goleiro Alexandre, no rebote, a defesa afastou.

Já aos 40 minutos em uma jogada isolada, André recebeu a carga faltosa de Rony Fernandes e o árbitro José Ricardo Laranjeira marcou a penalidade. Kiko bateu forte e apesar do goleiro Igo Gabriel ir no canto certo não conseguiu a defesa. 1 a 1.

 

Ficha Técnica

CSA 1 x 1 Coruripe

Campeonato Alagoano – Semifinais- Jogo de Volta

Local: Estádio Rei Pelé (Maceio-AL)

Árbitro: José Ricardo Laranjeiras (CBF-AL)

Árbitro Assistente 1:  Ana Paula Santos (CBF-AL)

Árbitro Assistente 2: Fernanda Félix (CBF-AL)

4º Árbitro: Andrey Matheus (FAF)

Renda: R$ 25.678,00 Público: 3.706 torcedores (com 2.834 pagantes)

Cartões Amarelos: Lourinho, Tauan (Coruripe)

Gols: Lohan (CSA) 41’ do 1º tempo; Kiko (Pênalti-Coruripe) 41’ do 2º tempo

Equipes:

CSA: Fabrício(Igo Gabriel) , Celsinho, Gérson, Rony Fernandes e Rafinha; Mauro Silva(Lucca Mota), Jhon Cley (Robinho) e Victor Paraíba; Gersinho, Lohan e Hiago

Técnico: Marcelo Cabo

Coruripe: Alexandre, Pinheirinho, Cosmo Alagoano, Moisés Potiguar(Islan) e Jackson Olivença; Lourinho e Tauan; Clebson, Felipe André (Kiko) e Juliano; André

Técnico: Sebastião José

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.