ALIVIO

  • segunda, 27 maio 2019 00:00
CSA vence Goias no Rei Pelé: 1ª vitória na Série A CSA vence Goias no Rei Pelé: 1ª vitória na Série A Ailton Cruz

Com brilho no 2º tempo, CSA vence Goiás e conquista a 1ª vitória na Série A

 

 

Foram necessárias seis rodadas, mas até que enfim, ela chegou. A primeira vitória do CSA na Série A do Campeonato Brasileiro surgiu nesta segunda-feira, no Estádio Rei Pelé, contra o Goiás, no Estádio Rei Pelé.

Em um jogo de tempos bastante distintos, a equipe azulina derrotou o Goiás por 1 a 0, com um gol marcado por Maranhão após assistência de Patrick Fabiano no segundo tempo.

O time azulino fez um primeiro tempo bem abaixo do esperado, sofreu, teve o Jordi como grande nome, fazendo pelo menos duas grandes defesas. No segundo tempo, a leitura tática do técnico Marcelo Cabo foi decisiva para a conquista do resultado. O time voltou mais leve, conseguindo sair com mais velocidade e sendo eficiente na construção das oportunidades.

Com a primeira vitória, o CSA chegou aos seis pontos, dobrando a pontuação que possuía. Com a pontuação, o CSA subiu uma posição, agora é 17º colocado, mas ainda segue na zona de rebaixamento. O CSA tem a mesma pontuação que Fluminense e Cruzeiro e acaba batido nos critério de número de vitórias. Já o Goiás estacionou nos nove pontos, caiu quatro posições na tabela de classificação e agora é o nono colocado.

Na próxima rodada, o CSA enfrentará o Atlético, em Belo Horizonte, no Independência, domingo, 2 de junho, ás 19h. Já o Goiás teve o jogo contra o Corinthians adiado e ainda ssem data definida. Com isto, o time esmeraldino só volta a campo, no dia 10 de junho, enfrentando a Chapecoense, no Serra Dourada.

 

O Jogo

O dilúvio que caiu sobre o Rei Pelé foi apenas no segundo tempo. No entanto, o transcorrer da partida contra o Goiás levou a expectativa criada sobre a atuação do CSA por água abaixo.

Vindo de uma atuação elogiada contra o Internacional, o CSA começou o jogo de maneira confusa, apresentando dificuldade na saída de bola, sem conseguir encaixar marcação e engolido pelo Goiás.

A equipe visitante tomou conta do jogo. Pressionando saída de bola, o Goiás encurralava o CSA e tomava conta da partida.

Aos 18 minutos, o Goiás conseguiu articular uma linda jogada com trocas de passes pelo corredor central, Leandro Barcia recebeu sozinho dentro da área e chutou para Jordi realizar uma linda defesa e evitar o primeiro gol do Goiás.

Somente aos 35 minutos, o CSA conseguiu pela primeira vez articular uma jogada positiva, com uma boa troca de bola até Carlinhos chegar para cruzar.e quando Didira tentou cabecear para marcar o gol, Jefferson com a pontá da chuteira e salvou.

Já nos momentos finais do primeiro tempo, Didira recebeu uma bola pelo corredor direito e arriscou em direção ao gol e a bola foi por cima. Antes do final do 1º tempo, Leandro Barcia novamente teve uma condição sensacional para finalizar e o goleiro Jordi se esticou todo e com um tapinha, evitou o gol do Goiás.

O time azulino voltou diferente para o tempo final. Com a saída de Nilton, a entrada de Victor Paraíba e a função de Didira como segundo volante, o time ganhou dinâmica, leveza e mais agressividade. A leitura do técnico Marcelo Cabo mudou o CSA da ‘água para o vinho’.

Aos 16 minutos, o CSA fez a ligação direta, no corredor central Patrick Fabiano disputou a jogada, ganhou espaço e deu uma assistência linda para Maranhão, sozinho dentro da área, chutou rasteiro, vencendo o goleiro Tadeu e marcando o primeiro gol azulino: CSA 1 a 0.

Com o gol , o CSA cresceu. Cinco minutos depois, o time azulino criou uma bela jogada com Victor Paraíba e no rebote, Didira chutou de fora da área, assustando o goleiro Tadeu.

O Goiás fez mudanças para deixar a equipe mais intensa mas o CSA seguiu se defendendo com muita eficiência. Um verdadeira dilúvio ainda tornou o jogo mais pegado, com bolas mais disputadas mas também menos intenso. Apesar da pressão do Goiás no aspecto territorial, o CSA não sentiu sustos e ainda teve duas boas oportunidades para ampliar o marcador. Na primeira oportunidade, Patrick Fabiano chutou fraco e desperdiçou. Na outra chances, Cassiano entrou pelo lado, surpreendeu o goleiro Tadeu chutando direto para o gol e no rebote do goleiro, o volante Naldo, furou, quando a meta estava sem goleiro.

O CSA segurou o restante do jogo e assegurou a primeira vitória na competição.

 

Ficha Técnica

CSA 1 x 0 Goiás

Campeonato Brasileiro – Série A – 6ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro: Edna Alves Batista (FIFA-PR)

Árbitro Assistente 1: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP)

Árbitro Assistente 2: Neuza Inês Back (FIFA-SP)

4º Árbitro: Denis Ribeiro Serafim (CBF-AL)

Árbitro de Vídeo: José Cláudio Rocha Filho (CBF-SP)

Árbitro Assistente Vídeo 1:Márcio Henrique de Gois (CBF-SP)

Árbitro Assistente Vídeo 2: Fabricio Porfirio de Moura (CBF-SP)

Supervisor de Protocolo: Silvia Regina de Oliveira (CBF-SP)

Renda:R$ 110.960,00  Público: 9.168 torcedores (com 8.062 pagantes

Cartões Amarelos: Naldo, Apodi (CSA) Daniel Guedes (Goiás)

Gols: Maranhão (CSA) 16’ do 2º tempo

Equipes:

CSA: Jordi, Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo e Nilton(Vitor Paraíba); Matheus Sávio, Didira e Maranhão (Dawhan); Patrick Fabiano (Cassiano)

Técnico: Marcelo Cabo

Goías: Tadeu, Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jeferson; Geovane, Yago Felipe(Marcinho) e Giovani Augusto(Marlone); Michael(Rafael), Kayke e Leandro Barcia

Técnico: Claudinei Oliveira

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.