REDENÇÃO

  • domingo, 08 setembro 2019 00:00
Alecsandro (99) comemora o gol que abriu o marcador na vitória sobre a Chapecoense Alecsandro (99) comemora o gol que abriu o marcador na vitória sobre a Chapecoense Ailton Cruz

Em jogo estratégico, CSA derrota Chapecoense com Alecsandro marcando após perder pênalti

 

A vitória do CSA sobre a Chapecoense por 2 a 0 teve em Alecsandro um personagem importante. Ele que marcou um gol que foi invalidado pela arbitragem, perdeu uma penalidade defendida por Tiepo, mas conseguiu marcar o gol da redenção garantindo três pontos importantíssimo ao time azulino.

Já nos minutos finais, o CSA encaixou um contra-ataque e Jonatan Gómez marcou o segundo gol que assegurou a vitória azulina.

O jogo ainda teve o drama vivido no começo do 2º tempo quando Everaldo cobrou uma penalidade defendida por Jordi e depois, o time azulino ficaria com dois jogadores a mais em virtude das expulsões de Márcio Araújo e Gum.

Com a vitória, o CSA chegou aos 15 pontos na tabela de classificação, chega ao 17º lugar,  e ultrapassou a Chapecoense que estacionou nos 14 pontos. A vitória fez o time azulino igualar a pontuação do Fluminense, mas o time carioca é o 16º colocado – o time que abre a zona de rebaixamento – graças ao fato de ter uma vitória a mais que o CSA.

Fechando os jogos do turno, o CSA enfrentará o São Paulo, no próximo domingo, 15, ás 19h, no Morumbi. Já a Chapecoense receberá o Vasco, nó sábado, 14, ás 19h, na Arena Condá.

O Jogo

O CSA começou com muita intensidade e logo no primeiro lance da partida já assustou a Chapecoense. Logo aos dois minutos, Héctor Bustamante cruzou pelo lado direito, Alecsandro ajeita de calcanhar e Apodi, que surgia no meio da defesa, foi travado pela defesa da Chape na hora de finalizar.

Aos 4 minutos o CSA balançou a rede mas o lance foi anulado pela arbitragem. Após um lindo passe de Jonatan Gómez, Apodi chega antes de Tiepo e toca para o gol, mas a arbitragem marcou posição irregular de Apodi.

O CSA seguiu massacrando, imprensando a Chpecoense e aos oito minutos, o CSA novamente chegou ao gol. Lançamento para Apodi que ajeitou para Alecsandro de cabeça mandar para as redes. Novamente a arbitragem viu uma irregularidade no lance: falta de Apodi na disputa com Eduardo. O  lance foi anulado.

O CSA seguia criando situações ofensivas preocupantes para a defesa da Chapecoense. Após recebeu um passe na área, Naldo foi derrubado pelo zagueiro Maurício Ramos. Pênalti para o CSA. Alecsandro foi para cobrança e bateu a meia altura para Tiepo fazer uma grande defesa e evitar o gol azulino.

Após os dois gols anulados e o pênalti desperdiçado, o CSA sentiu o momento do jogo. Nestas condições, a Chapecoense começou a chegar, se soltar, sair para o jogo. Em alguns lances em bola área, o time catarinense chegou a incomodar a defesa azulina.

Mas quando o CSA estava em um momento de instabilidade, surgiu o gol. Bola laçada na área, a defesa da Chape não cortou e Alecsandro conseguiu desviar para o gol, fazendo 1 a 0. Foi o último grande lance do tempo inicial.

Logo no começo do 2º tempo, a Chapecoense teve uma penalidade a seu favor. Aylon chutou a bola que desviou na mão do zagueiro Alan Costa. Everaldo foi para cobrança, chutou no canto direito para a defesa de Jordi.

Com a vantagem, o CSA tentou construir situações para ampliar o marcador. No entanto, a tomada de decisão acabava sendo equivocada. Em duas ou três bolas que o CSA teve para definir o jogo acontecia o erro e o CSA desperdiçava a construção da jogada. O time da Chapecoense seguia insistindo em jogadas de Everaldo, mas travadas pela defesa azulina.

O CSA ainda foi beneficiado com duas expulsões de jogadores da Chapecoense. Mesmo assim, a Chape se atirou toda para o ataque, criou alguns lances de perigo, mas já aos 48 minutos, o CSA encaixou um contra-ataque, com participação de Apodi, toque de Bueno e finalização de Jonatan Gómez, que bateu com categoria e deu números definitivos ao marcador: CSA 2 a 0.

Ficha Técnica

CSA 2 x 0 Chapecoense

Campeonato Brasileiro – Série A – 18ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (CBF-SP)

Árbitro Assistente 1: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP)

Árbitro Assistente 2: Luiz Alberto Andrini Nogueira (CBF-SP)

4º Árbitro: José ricvardo Laranjeira (CBF-AL)

Árbitro de Vídeo: Marcio Henrique de Gois (CBF-SP)

Árbitro Assistente de Vídeo 1: Vinicius Furlan (CBF-SP)

Árbitro Assistente de Vídeo 2: Victor Hugo Imazu dos Santos (CBF-SP)

Renda: R$ 88.587,00  Público: 9.311 torcedores (com 6.768 pagantes)

Cartões Amarelos: João Vitor , Alecsandro, Jonatan Gómez (CSA) Gum, Rafael Pereira (Chapecoense)

Expulsões: Márcio Araújo, Gum (Chapecoense)

Gols: Alexcsandro (CSA) 39’ do 1º tempo e Jonatan Gómez (CSA) 48’ do 2º tempo

Equipes:

CSA: Jordi, Apodi, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo (Jean Kleber), Jo]ão Victor, Dawhan e Jonatan Gómez; Héctor Bustamante (Alisson Safira) e Alecsandro

Técnico: Argel Fucks

Chapecoense: Tiepo, Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Gustavo Capanharo (Rafael Pereira)e Diego Torres; Aylon, Everaldo e Arthur

Técnico: Emerson Cris

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.