SÓ UM MILAGRE

  • segunda, 25 novembro 2019 00:00
Yony González (11) foi o autor do gol da vitória do Fluminense sobre o CSA Yony González (11) foi o autor do gol da vitória do Fluminense sobre o CSA Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

CSA faz jogo tímido ofensivamente, perde para o Flu e se enterra na zona de rebaixamento

 

Não adianta o sentimento de ‘Eu acredito’ quando o próprio CSA não se ajuda. Em mais um jogo decisivo com um adversário em briga direta contra o rebaixamento, o CSA não mostrou qualidade e acabou derrotado no Rei Pelé.

Com mais qualidade na construção e com um jogador com poder de definição, o Tricolor derrotou o CSA por 1 a 0. O gol foi marcado logo nos minutos iniciais do tempo final pelo artilheiro tricolor Yony González.

A derrota - quinta consecutiva - faz o CSA depender apenas de um milagre. Restando apenas quatro jogos – doze pontos a serem disputados -, o CSA está a oito pontos do Ceará, primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

Com mais uma derrota, o CSA segue estacionado nos 29 pontos  e na 18ª posição. Já o Fluminense chegou aos 38 pontos, subiu duas posições e já é o 15º colocado. O resultado voltou a empurrar o Cruzeiro para a zona de rebaixamento.

Na 35ª rodada, o CSA enfrentará o Cruzeiro, na quinta-feira, 28, ás 21h30, no Mineirão. Já o Fluminense receberá o Palmeiras também na quinta-feira, ás 19h30, no Maracanã.

O Jogo

Os minutos iniciais da partida colocavam CSA e Fluminense em busca da imposição de jogo. Em casa, o CSA se atirou um pouco mais no começo da partida. Com quatro minutos, Jean Kleber tentou a primeira finalização. Somente com 11 minutos, o lateral Caio Henrique surgiu pelo lado esquerdo e acionou Daniel que finalizou por cima da meta, sem levar grande perigo.

Com mais qualidade na construção do jogo, o Fluminense conseguia trocar mais bola, chegar construindo a jogada. No contra ponto a isto, o CSA buscava chamar o Fluminense, armar uma armadilha para roubar a bola e buscar velocidade nos corredores.

Nesta estratégia, o Fluminense criou o primeiro grande momento da partida. Eram 26 minutos, quando Ganso teve muito espaço na intermediária e foi para a finalização. Com a qualidade que tem na batida de bola, Ganso colocou a primeira bola na trave. Susto para o CSA.

As equipes seguiam apresentando pouca qualidade no aspecto de finalização. Era um jogo pobre neste sentido, sem grandes emoções e sem o trabalho dos goleiros. Já na reta final da partida, o CSA chegou com muito perigo. Apodi puxou o ataque, Ricardo Bueno recebeu o passe, invadiu a área e chutou para a defesa de Marcos Felipe, após a defesa, novamente Bueno teve uma nova oportunidade e com o gol livre, acertou a trave. Perdendo uma grande oportunidade.

O primeiro tempo terminou com poucas emoções e sem grandes oportunidades.

O segundo tempo prometia um time do CSA mais agressivo em busca da vitória, procurando o gol até porque o time azulino precisava muito da vitória para seguir respirando dentro da Série A.

Logo aos quatro minutos, Yuri construiu a jogada, procurou o passe e encontrou Marcos Paulo que recebeu pelo lado esquerdo, alçando no meio da área, sozinho, Yony González cabeceou no canto direito do goleiro Jordi. Saco! Fluminense: 1 a 0.

O CSA sentiu o gol. Logo depois de tomar o gol, o Fluminense teve outra oportunidade. Caio Henrique criou a jogada pelo corredor esquerdo e entrou em diagonal, já dentro da área, chegou finalizando e quase marcava o segundo gol.

O Fluminense seguiu com mais qualidade e aos 29 minutos, Daniel surgiu sem marcação, chutou rasteiro, no meio do gol para defesa do Jordi.

Desesperado para pelo menos buscar o empate, o CSA começou a deixar mais espaço. Mas aos 31 minutos, o CSA incomodou com Jonata Gómez que chutou rasteiro mas o goleiro tricolor defendeu. Seis minutos depois, de novo Gomez chutou até com mais perigo e Marcos Felipe fez uma grande defesa.

O jogo chegou ao final e mesmo com mais quatro minutos de acréscimos nada mais aconteceu. Final da partida: CSA 0 x 1 Fluminense

Ficha Técnica

CSA 0 x 1 Fluminense

Campeonato Brasileiro – Série A – 34ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP)

Árbitro Assistente 1: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP)

Árbitro Assistente 2: Neuza Ines Back (FIFA-SP)

4º Árbitro: Rafael Carlos Salgueiro (CBF-AL)

Árbitro de Vídeo: Márcio Henrique de Gois (CBF-SP)

Árbitro Assistente de Vídeo 1: Lucas Canetto Bellote (CBF-SP)

Árbitro Assistente de Vídeo 2: Fabio Rogerio Baesteiro (CBF-SP)

Renda:  Público:

Cartões Amarelos: Alan, Yuri (Fluminense) Apodi, Alan Costa(CSA)

Gols: Yony González (Fluminense) 4’ do 2º tempo

Equipes:

CSA: Jordi, Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Euller (Rafinha); João Vitor e Jean Klebér (Alisson Safira); Apodi, Jonatan Gómez e Bruno Alves (Warley); Ricardo Bueno

Técnico: Argel Fucks

Fluminense: Marcos Felipe, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri (Airton), Allan e Daniel (Nenê);  Paulo Henrique Ganso, Marcos Paulo(Pablo Dyego) e Yony Gonzalez

Técnico: Marcão

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.