FAZ A TED, CBF

  • quarta, 19 fevereiro 2020 00:00
Jogadores do CRB comemoram a classificação  para 3ª fase da Copa do Brasil Jogadores do CRB comemoram a classificação para 3ª fase da Copa do Brasil Fernando H Torres

Nos pênaltis, CRB vence o Paysandu, avança para 3ª fase e assegura cota de R$ 1,5 milhão

 

A CBF já pode fazer a TED e credita na conta do CRB R$ 1,5 milhão. Jogando no Estádio da Curuzu, o CRB empatou com o Paysandu em 1 a 1 no tempo normal e na disputa dos pênaltis, o Galo assegurou a classificação por 5 a 3.

No tempo normal, o CRB saiu na frente com uma penalidade muito bem cobrada por Léo Gamalho mas logo depois, Caique empatou o jogo.

Na disputa por pênaltis, Edson Mardden fez a diferença e conseguiu a defesa que o CRB precisava. O camisa 1 do Galo defendeu a penalidade batida por Micael. No lado dos batedores, todos converteram: Erik, Igor Cariús, Léo Gamalho,  Carlos Jatobá e Rafael Longuine.

Com a vitória nos pênaltis, o CRB comemorou a classificação para a 3ª fase. Agora o CRB aguarda a definição entre Boa Esporte e Cruzeiro para conhecer seu novo adversário.

O jogo

A partida começou com o Paysandu tentando impor seu ritmo de jogo. Antes do primeiro minuto, o time paraense conseguiu a primeira finalização mas por fora do gol. O primeiro lance de perigo aconteceu aos três minutos quando Luidy dominou na frente da área e chutou rasteiro, o goleiro do Papão deu um tapinha para evitar o primeiro gol do Galo.

O jogo seguia muito equilibrado e aos 11 minutos, o CRB quase abria o marcador. Lucas Mendes cobrou o escanteio, a defesa não cortou, Léo Gamalho cabeceou com precisão e com a bola quase dentro do gol, o zagueiro Perema salvou.

O primeiro lance de perigo para o Papão aconteceu apenas aos 33 minutos. Nicolas recebeu na entrada da área, chutou rasteiro e Edson Mardden fez uma linda defesa, dando um tapinha. Na cobrança do escanteio, Vinicius Leite fez o cruzamento, Lucas Mendes desviou contra o próprio gol e marcou contra, mas no mesmo lance, o árbitro deu falta no goleiro Micael.

Logo depois, o árbitro Paulo Roberto Alves marcou uma penalidade em um lance disputado entre Luidy e Tony. Léo Gamalho bateu com eficiência, no canto esquerdo e marcou para o CRB: 1 a 0.

Dois minutos depois, o Paysandu chegou ao empate. A bola foi alçada na área, no meio da área houve um desvio e já dentro da pequena área, Caique fuzilou Mardden empatando a partida: 1 a 1.

O segundo começou com as duas equipes tentarem jogadas ofensivas. Mas o jogo só esquentou depois dos dez minutos. Aos 13 minutos, o Papão veio pelo lado e após a bola ser alçada na área, Nicolas cabeceou mas a bola foi pelo lado. No minuto seguinte foi a resposta do CRB. Erik foi ao fundo e deu um toque por cima, mas o lance assustou mais o goleiro Gabriel Leite.

Aos 31 minutos, o Paysandu chegou com Alex Maranhão em sua primeira participação no jogo, acionou na área e Nicolas subiu mais que a defesa do CRB e cabeceou com muito perigo.

Cinco minutos depois, novamente Alex Maranhão causou problema para a defesa do CRB e de longe soltou um canudo, a bola explodiu na trave.

Após este lance , as chances diminuíram e o jogo seguiu até o final.

Ficha Técnica

Paysandu 1  x 1 CRB

Nos pênaltis: CRB 5 x 3

Copa do Brasil – 2ª Fase

Local: Estádio da Curuzu (Belém-PA)

Árbitro: Paulo Roberto Alves (CBF-PR)

Árbitro Assistente 1: Rafael Trombeta (CBF-PR)

Árbitro Assistente 2: Victor Hugo Imazu dos Santos (CBF-PR)

4º Árbitro: Djonaltan Costa de Araújo (CBF-PA)

Renda: R$ 149.970,00   Público: 10.963 torcedores (com 9.163 pagantes)

Cartões Amarelos: Hélio dos Anjos, Serginho, Tony , Perema

(Paysandu) Luidy, Claudinei, Carlos Jatobá (CRB)

Gols: Léo Gamalho (Pênalti-CRB) 44’ e Caique Oliveira (Paysandu) 45’ do 1º tempo

Equipes:

Paysandu: Gabriel dos Anjos, Tony, Perema, Micael e Bruno Colaço; Caique, PH e Serginho (Alex Maranhão); Uillliam Barro (Deivid Souza) , Vinicius Leite (Elielton) e Nicolas

Técnico: Hélio dos Anjos

CRB: Edson Mardden, Lucas Mendes (Léo Príncipe) , Thalisson Kelven, Xandão e Igor Carius; Claudinei (Washington) e Carlos Jatobá; Ludy, Rafael Longuine e Erik; Léo Gamalho

Técnico: Marcelo Cabo

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.