VIRA VIROU

  • quarta, 04 março 2020 00:00
Decepção do CRB e alegria do Náutico: Timbu virou nos acréscimos Decepção do CRB e alegria do Náutico: Timbu virou nos acréscimos Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

Em jogo com 2 viradas, CRB é derrotado pelo Náutico e se complica na busca pela classificação

 

CRB acabou derrotado de virada no Rei Pelé pelo Náutico

 

Por Alberto Oliveira

Fotos: Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

 

O ataque é a melhor defesa. Um bordão muito utilizado no futebol não serviu para o CRB no confronto da noite desta quarta-feira, 4, no Estádio Rei Pelé pela 5ª rodada da Copa do Nodeste.

Com força ofensiva, boas construções e dois gols marcados, o CRB acabou sendo derrotado pelo Náutico. A defesa do Galo mais uma vez não se portou bem e com três gols tomados acabou proporcionando a vitória ao Timbu.

Movimentada no marcador, a partida teve cinco gols e duas viradas.  O Náutico construiu a vitória por 3 a 2 ao sair na frente, sofrer a virada, buscar o empate e já nos acréscimos obter o gol da vitória. Luanderson abriu o marcador, mas dois minutos depois, Luidy empatou. No segundo tempo, Rafael Longuine voltou a marcar após três jogos sem balançar as redes, mas Jorge Henrique voltou a deixar tudo igual. Já nos acréscimos, Jean Carlos cobrou falta e deu a vitória ao Timbu.

CRB e Náutico fizeram uma partida movimentada com duas viradas e cinco gols

 

Ao sofrer o gol de empate, o CRB buscou ser ainda mais agressivo. Marcelo Cabo fez uma mudança que empurrou o time para cima ao trocar o meio campista Carlos Jatobá pelo meia atacante Dudu. Quando a equipe buscou a vitória, cometeu uma falha, cometer uma falta na entrada da área após ter perdido uma bola já no final do jogo, que lhe causou a derrota.

A derrota deixou o CRB em situação mais complicada em busca da classificação para a próxima fase. O time regatiano ficou com cinco pontos, caiu uma posição, agora é o sexto colocado. Ao final da rodada, o CRB poderá ser até o lanterna do grupo. Já o Náutico chegou a 11 pontos, passou a ocupar a vice-liderança do grupo e deu um passo importante para assegurar a classificação.

Na próxima rodada, o CRB irá enfrentar o Confiança, no próximo sábado, 14, ás 18h, no Estádio Batistão, em Aracajú. No mesmo dia e horário, o Náutico receberá o Fortaleza no Estádio dos Aflitos.

O jogo

 

Luidy (7) comemorou mais um gol com a camisa do CRB: empate logo após o 1º gol do Timbu

Jogando em casa, o CRB optou por montar uma blitz, pressionar o Náutico. Claramente, o Timbu optava por diminuir o ritmo, trocar passes, valorizar a posse. Apesar da maior presença ofensiva do CRB, o primeiro grande lance do jogo foi do Náutico.

O meia Jean Carlos dominou na intermediária, não recebeu marcação e soltou uma pancada forçando o goleiro Edson Mardden a espalmar.

Mas o Náutico conseguiu um escanteio aos 19 minutos e novamente o CRB falhou no posicionamento. Em mais um escanteio, em mais uma jogada de bola parada, o CRB tomou um gol. A bola foi batida no primeiro pau e dois jogadores do Náutico fecharam, Luanderson desviou e este desvio foi fatal. Edson Mardden tentou fazer a defesa, mas já não havia mais tempo: gol do Náutico.

O CRB não se assustou com o gol e dois minutos depois chegou ao empate. Luidy recebeu fora da área, a marcação não diminuiu e o camisa 7 do CRB soltou a pancada, venceu o goleiro Jefferson para empatar a partida: 1 a 1.

Marcação forte do Náutico foi um fator dificultador para o CRB ao longo da partida

 

Após o gol de empate do CRB houve um desentendimento entre as comissões técnicas que rendeu uma paralização de sete minutos e a expulsão do técnico do Timbu, Gilmar Dal Pozzo e um amarelo para o técnico do CRB Marcelo Cabo.

Depois deste bafafá, o jogo caiu no critério intensidade. O CRB seguiu criando mais jogadas  pelo lado de campo, notadamente com o extremo Erik, mas a defesa do Náutico conseguia se sair bem. O Náutico se defendia e só em alguns lances esporádicos conseguia articular algumas jogadas, ora com a bola sendo carimbada, passando pelos pés de Jean Carlos, ora com Erick.

Duelo equilibrado na beirada do campo

 

Assim terminou o primeiro tempo. Sem os clubes conseguirem construir muita coisa.

O segundo tempo foi iniciado e característica dos minutos finais do 1º tempo se repetia. O CRB buscando mais o jogo e o Náutico tendo mais dificuldade.

Aos 23 minutos, Rafael Longuine iniciou a construção da jogada, encontrou Léo Príncipe que foi ao fundo e deu voltando, Longuine bateu com categoria, no canto esquerdo baixo. Virada do CRB: 2 a 1.

Luidy teve uma oportunidade mas refugou nas duas oportunidades de finalizar, Léo Gamalho ainda cabeceou uma bola sem direção e Jorge Henrique já aos 43 ainda finalizou para uma nova defesa do goleiro Edson Mardden.

Praticamente no lance final da partida, o Náutico chegou a virada. Após uma falta cometida em cima de Jean Carlos, o próprio camisa 10 do Timbu cobrou a falta , venceu Edson Mardden e garantiu a virada: 3 a 2.

Edson Mardden não defendeu a falta cobrada por Jean Carlos: gol e vitória do Náutico

 

Ficha Técnica

CRB 2 x 3 Náutico

Copa do Nordeste – Fase de Classificação – 6ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro: Leo Simão Holanda. (CBF-CE)

Árbitro Assistente 1: Nailton Junior Souza Oliveira (CBF-CE)

Árbitro Assistente 2: Eleutério Felipe Marques Junior (CBF-CE)

4º Árbitro: José Ricardo Laranjeiras (CBF-AL)

Renda: R$ 48.646,00  Público: 4.994 torcedores (com 3.533 pagantes)

Cartões Amarelos: Marcelo Cabo, Léo Gamalho, Luidy (CRB) Luanderson, Jefferson (Náutico)

Expulsões: Gilmar Dal Pozzo (Náutico)

Gols: Luanderson (Náutico) 19’ e Luidy (CRB) 21’ do 1º tempo; Rafael Longuine (CRB) 23’ e Jorge Henrique (Náutico) 30’ e Jean Carlos (Náutico) 47’ do 2º tempo

Equipes:

CRB: Edson Mardden, Lucas Mendes(Léo Príncipe) , Thalisson Kelven, Ewerton Páscoa e Igor Cariús: Claudinei e Carlos Jatobá (Dudu);  Luidy (Dudu, Rafael Longuine e Erik; Léo Gamalho

Técnico: Marcelo Cabo

Náutico: Jefferson, Hereda, Fernando Lombardi, Rafael Ribeiro e Willian Simões; Jhonnatan, Luanderson e Jean Carlos; Erick(Rhaldney), Kieza (Salatiel) e Jefferson Nem

Técnico: Gilmar Dal Pozzo

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.