TUDO OU TUDO

  • sábado, 26 agosto 2017 00:00
Marcelo Vilar permaneceu na equipe mesmo neste momento de muita dificuldade Marcelo Vilar permaneceu na equipe mesmo neste momento de muita dificuldade ASCOM ASA

ASA precisa vencer o Cuiabá para não ser rebaixado para a Série D de forma antecipada

 Por Mauricio Manoel - Estudante de Jornalismo

 

Restando apenas três rodadas para o fim da fase de grupos do Campeonato Brasileiro da Série C, o ASA está entre a cruz e a espada, ou melhor, está entre a permanência e o rebaixamento para a Série D de 2018. Para evitar a queda, o Alvinegro precisa urgentemente reagir derrotando o Cuiabá, neste domingo, às 16h, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.

O ASA se complicou de vez no Grupo A da Série C e já pode ser rebaixado nesta rodada. Com apenas 12 pontos conquistados, o Fantasma pode cair para a 4ª divisão do Brasileiro se perder para o Cuiabá, além de Moto Club e Confiança vencerem seus adversários.

Para tentar reverter esta situação incômoda, o elenco comandado por Marcelo Vilar treinou incessantemente durante a semana para surpreender o time do Mato Grosso e fazer valer o mando de campo do Municipal.

ASA

 

O time titular deverá sofrer modificações em relação ao que iniciou a partida contra o Moto Club, no último domingo, quando foi derrotado pelo placar de 1 a 0. O volante Nata que foi que foi expulso na partida contra o Salgueiro, pela 14ª rodada da competição, foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e levou suspensão por apenas uma partida, cumprida diante do Moto Club. Por isso, Vilar deve colocá-lo entre os titulares novamente já nesta partida.

A dúvida fica por conta de Jhulliam. O atacante sentiu lesão muscular na coxa e não concluiu o treino na tarde da última quinta-feira. Ele passou por exames para saber se poderá ou não atuar. Porém, até a tarde desta sexta-feira, o atleta seguia sentindo dores musculares e continua sendo uma preocupação para a comissão técnica. O mistério dele jogar ou não só será descoberto pouco antes da bola rolar em Arapiraca. Jhulliam é o vice-artilheiro da equipe nesta Série C, com dois gols marcados.

O ataque do ASA vem deixando a desejar na competição. O Alvinegro, no Municipal, conseguiu balançar as redes adversárias apenas cinco vezes e sofreu a mesma quantidade de gols. O artilheiro Leandro Kível, com cinco gols, afirma que a bola teima em não entrar. “Temos que fazer mais um bom jogo aqui dentro de casa e, dessa vez, conseguir os três pontos. Fazer os gols que tivermos chances, uma coisa inexplicável o que aconteceu aqui no domingo [contra o Moto Club: situações de gols onde por várias vezes a nossa equipe não conseguiu concluir, a equipe estava muito bem concentrada na vitória, no jogo em si; tanto é que as declarações dos jogadores deles e vocês puderam ver que foi um verdadeiro massacre durante os 90 minutos, especialmente no primeiro tempo e numa boa parte do segundo, e numa escapulida que eles deram conseguiram fazer o gol na gente”, disse em entrevista ao Globoesporte.com.

O lateral Everton diz que não pode errar contra o Cuiabá. “Semana boa, produtiva, já pensando no próximo confronto, que vai ser muito importante, em casa. A gente tem três finais. Todas são muito importantes para o clube, para os jogadores. Agora é trabalhar e no grupo contagiar um ao outro. Temos que procurar o que erramos para não errar contra o Cuiabá. Espero que domingo estejamos num bom dia”, disse.

O meia Palhinha fala de onde busca forças para superar o momento difícil. “Eu sempre jogo pela minha família, pelo torcedor e pela diretoria que vem honrando com os compromissos. Agora nós temos que tirar toda motivação para jogar e todos sabemos que um rebaixamento não é bom pra ninguém”, comentou.

O técnico Marcelo Vilar deverá por em campo: Carlão; Everton, André Lima, Eron e Airton; Nata (Kessi), Juninho, Rafael Tavares e Doda; Jean Carlos (Jhulliam) e Leandro Kível.

CUIABÁ

O time do Mato Grosso está na 6ª posição da tabela, com 19 pontos, a apenas uma vitória da zona de classificação para a fase de mata-mata. Porém, uma possível derrota para o ASA pode colocar a equipe na luta contra o rebaixamento nas próximas rodadas.

O Cuiabá chega em Arapiraca com o aproveitamento de 33,3% como visitante, conseguindo empatar todos os sete jogos na casa dos adversários. Marcando cinco gols fora de casa e tomando outros cinco.

 

O técnico Moacir Júnior deverá por em campo: Douglas; Bruno Moura, Douglas Mendes, Heverton e Rafael Estevam; Carlão, Léo Salino, Alê e Pereira; Elias e Robinho.

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.