OPOSTOS

  • sexta, 08 junho 2018 00:00
Após os dois jogos pelo Alagoano, CSA e CRB voltam a se enfrentar, neste sábado, no Rei Pelé Após os dois jogos pelo Alagoano, CSA e CRB voltam a se enfrentar, neste sábado, no Rei Pelé Ailton Cruz

Clássico na Série B coloca CSA e CRB em momento distintos: um em cima...outro embaixo

 

 

Em todos os parâmetros possíveis de comparação, o CSA leva vantagem sobre o CRB neste começo da Série B.

São apenas dez rodadas, mas o CSA está na ‘surfando a onda’ em um tubo maravilhoso. O CRB não se segurou na onda e tomo um tremendo caldo.

Os números assustam neste começo. Na vice-liderança. o CSA soma 18 pontos, contra apenas sete do CRB que ocupa a antepenúltima posição em 18º lugar. O CSA é o segundo time com maior número de vitórias: seis até agora. Ao lado de outras três equipes - Criciúma, Goiás e Boa - , o CRB está entre os que mais perderam: seis derrotas. O time azulino tem o melhor ataque - ao lado do Fortaleza - com 17 gols. Ao lado do Goiás, o CRB tem a pior defesa da Série B: 17 gols sofridos. Após os nove jogos, o CSA tem um aproveitamento de 66,7% enquanto o CRB tem 25,9% de aproveitamento.

Quando o assunto é posicionamento na tabela, a diferença também é a mesma. Nas nove rodadas disputadas, o CSA ficou em sete rodadas dentro do G4. O CRB também esteve no Z4 nas mesmas sete rodadas. O CSA tem como melhor posição a vice-liderança que ele segue a quatro rodadas seguidas. Já o CRB teve como melhor posição o décimo terceiro lugar na 5ª rodada, mas o Galo já ocupou a lanterna da competição.

IGUAIS

Pelos números o CRB nem precisaria jogar, entregaria logo a vitória para o CSA. Mas é neste momento que se separa a situação na competição - completamente favorável ao CSA - do clássico, do jogo igual, de uma partida com equilíbrio. Mesmo em situações tão opostas, o clássico não permite que a história entre eles seja escrita de forma antecipada. A Série B e o Campeonato Alagoano deram exemplos disto e de maneira bem viva para o torcedor.

Guardadas as devidas proporções, no Alagoano, o CRB tinha uma vantagem sobre qualquer ponto de vista sobre o CSA. Sete decisões nos últimos sete anos, cinco conquistas neste período, vitória do CRB no clássico da fase de classificação, vitórias nos dois jogos nas três últimas finais disputadas entre eles e vitória no primeiro jogo, com mando de campo do CSA. O time azulino estava para completar dez anos sem um título, completaria a quarta final sendo vice para o CRB. O time azulino pulverizou tudo isso com um 2 a 0 incontestável e com uma ‘água no chopp’ da festa regatiana em Jaraguá.

Na Série B dois times mostraram o poder do clássico. Em Goiás ter vencido ainda na Série B, o Goiás detonou o Atlético por 3 a 1. Em Santa Catarina, também sem ter vencido uma partida, o Criciúma obteve a primeira vitória no clássico contra o Avaí em plena Ressacada.

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.