QUE SUFOCO

  • terça, 02 outubro 2018 00:00
CSA não fez um bom jogo, mas conseguiu três pontos importantíssimos por acesso CSA não fez um bom jogo, mas conseguiu três pontos importantíssimos por acesso Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

Abaixo da média, CSA ‘encontra’ vitória em ‘lance mágico’ de Hugo Cabral e atinge os 50 pontos

 

O CSA fez uma das piores apresentações na Série B mas paralelamente conseguiu uma dos mais importante resultados da toda a Série B. Com um ‘lance mágico’, Hugo Cabral fez o gol da vitória do CSA por 1 a 0.

O rendimento azulino foi muito abaixo do aceitável. A equipe teve menos posse de bola que o Paysandu (55,6% contra 44,4%), foi mal no critério de finalização. No entanto, a vitória trouxe uma importância absurda em busca de buscar o acesso.

Na 31ª rodada, o CSA enfrentará a Ponte Preta, novamente no Rei Pelé. O jogo será na sexta-feira, 12, ás 21h30. Já o Paysandu receberá o CRB na próxima 3ª feira, 9, ás 19h15.

O Jogo

CSA começou o jogo com erros de passe e muita dificuldade de quebrar as linhas defensivas do Papão. Uma das alternativas para sair desta armadilha é criar trocas de posições, passes rápidos, dribles e chutes de médio e longa distância.

O primeiro lance de maior perigo veio em uma finalização de média distância. Na entrada da área, Rubens veio com a bola dominada e soltou um canudo rasteiro, queimando a grama que passou a esquerda do goleiro Renan Rocha.

Depois o CSA acelerou o jogo e no passe de Daniel Costa, Neto Berola encontrou Rubens que chutou firme, mas foi bloqueado pela defesa do Papão.

Aos 27 minutos, o Paysandu encontrou sua melhor oportunidade na partida. Thomaz entrou na área com a bola dominada e rolou para o meio da área, Felipe Guedes chegou batendo de primeira e o goleiro Lucas Frigeri fez uma defesa excepcional.

Mais solto no jogo, o Paysandu começou a arriscar mais saídas para o ataque. Aos 30 minutos, Marcos Júnior tentou fazer um golaço, colocando por cobertura, mas o goleiro Lucas Frigeri fez a defesa sem dificuldade.

Sete minutos depois, o Papão perdeu uma nova oportunidade. Hugo Almeida teve tudo para marcar, mas perdeu uma chance incrível.

O CSA voltou com duas mudanças e logo aos cinco minutos, Celsinho encontrou espaço e tocou para Jhon Cley, ele penetrou em diagonal, chutou firme para defesa do Renan Rocha.

Aos oito minutos do 2º tempo, Hugo Cabral criou a situação do ‘um para um’, cortou para dentro e soltou um chute chute, tirando do goleiro, abrindo o marcador e marcando um belo gol para o CSA: 1 a 0.

O Papão saiu para o jogo e tentou construir jogada ofensiva. Maicon Silva alçou a bola na área, Lucas Frigeri cortou de maneira parcial, Marcos Júnior pegou o rebote e Leandro Souza salvou com a coxa.

O Paysandu seguia jogando, com mais posse de bola. Aos 42 minutos, jogada pelo lado direito e Lucio Flávio dentro da pequena área, colocou para fora.

No último lance do jogo, Hugo Cabral puxou o contra-ataque, entrou na área sozinho e tropeçou na hora de finalizar. Mas era o lance final do jogo. CSA 1 a 0.

Ficha Técnica

CSA 1 x 0 Paysandu

Campeonato Brasileiro – Série B – 30ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé ( Maceió-AL)

Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (CBF-RS)

Árbitro Assistente 1:  Leirson Peng Martins (CBF-RS)

Árbitro Assistente 2: Lucio Beiersdorf Flor (CBF-RS)

4º Árbitro: José Reinaldo Figueiredo (CBF-AL)

Renda: R$ 95.861,00   Público: 8.213 torcedores (com 6.847 pagantes)

Cartões Amarelos: Guilherme Santos, Marcos Júnior, Diego Ivo (Paysandu)

Gols: Hugo Cabral (CSA) 8’ do 2º tempo

Equipes:

CSA: Lucas Frigeri, Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha; Yuri; Didira, Neto Berola(Hugo Cabral), Juan (Pio) e Daniel Costa(Jhon Cley); Rubens

Técnico: Marcelo Cabo

Paysandu: Renan Rocha, Maicon Silva, Diego Ivo, Fernando Timbó e Guilherme Santos; Renato Augsuto, Felipe Guedes(Romarinho), Marcos Júnior(Pedro Carmona), Neto Carandina e Thomaz(Lúcio Flávio; Hugo Almeida

Técnico: João Brigatti

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.