SUBIU MUITO

  • sábado, 11 maio 2019 00:00
Mesmo jogando em Pelotas, CRB teve atuação segura e derrotou o Brasil: 2 a 0 Mesmo jogando em Pelotas, CRB teve atuação segura e derrotou o Brasil: 2 a 0 Jhonathan Silva/GEB

Com equilíbrio e eficiência, CRB vence a 1ª na Série B e sobe na tabela de classificação

 

 

A primeira vitória do CRB na Série B foi construída com eficiência. Com um forte posicionamento defensivo e eficiência na finalização, o time regatiano venceu o Brasil em Pelotas por 2 a 0.

Os gols regatianos forma marcados por Felipe Ferreira, cobrando pênalti no tempo inicial e por Ferrugem, com um golaço logo no começo do tempo final.

Ao longo da partida, o CRB sofreu poucos sustos. O Brasil insistiu demais na bola pelo alto e foi dominado pelo bom momento defensivo do CRB.

Com os primeiros três pontos na Série B, o CRB subiu seis posições e ocupa o 10º lugar, saindo da zona de degola da Série B. Já o Brasil segue sem pontuar e agora chega ao terceiro jogo com derrota, sendo o lanterna na competição e a única equipe que não pontuou.

O CRB volta a campo somente na segunda-feira, 20 de maio, 20h, no Estádio Rei Pelé para enfrentar o Coritiba. Já o Brasil já estará em campo, na terça-feira, 14, 21h30, contra o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli.

O Jogo

Logo no minutos inicial, o Brasil de Pelotas conseguiu finalizar. Após a falta cobrada, defesa deu rebote e Branquinho chutou da entrada da área, por cima.

O CRB teve sua primeira finalização aos 13 minutos. Ferrugem bateu de fora, a bola desviou na defesa, o lateral Ednei falhou e Willie finalizou, batendo muito alto, por cima, sem perigo nenhum.

O time de Pelotas teve a primeira grande oportunidade aos 17 minutos. Braquinho tentou o passe para Bruno Paulo, a bola foi interceptada pelo zagueiro do CRB e voltou para Branquinho, ele passou novamente para Bruno Paulo, que recebeu sozinho e chutou por cima, desperdiçando a primeira chance clara de gol.

A primeira finalização certa no jogo veio aos 28 minutos. Igor arrancou, não recebeu marcação e de longe soltou uma pancada, a bola ganhou efeito e Carlos Eduardo fez a defesa.

Aos 31 minutos, o árbitro mineiro Emerson de Almeida Ferreira marcou uma penalidade no puxão de Leandro Camilo em cima de Guilherme Mattis. Felipe Ferreira cobrou com muita categoria e abriu o marcador. CRB 1 a 0.

Logo após o gol do CRB, o Brasil partiu para o abafa e tentando construir situações ofensivas em bolas áreas mas sem levar vantagem sobre a defesa regatiana. No penúltimo minuto do tempo regulamentar, Ednei cobrou uma falta mas Edson Mardden fez uma bela defesa.

Já aos 48 minutos, o CRB quase chega ao segundo gol. Willie recebeu um lindo passe nas costas do sistema defensivo, o estreante atacante do Galo, entrou sozinho, tentou driblar o goleiro Carlos Eduardo, mas o camisa 1 do Brasil foi preciso e deu o bote certo, na bola. O CRB até pediu uma penalidade no lance.

Logo no começo do 2º tempo, o CRB conseguiu encaixar um contra-ataque muito forte com Willie. Ele foi derrubado por Bruno Aguiar e na cobrança, Ferrugem acertou um lindo chute, um golaço. CRB 2 a 0.

Com a vantagem, o CRB conseguiu prender um pouco mais a bola e não permitir que o Brasil criasse tantas oportunidades. Somente aos 37 minutos, Murilo Rangel experimentou de longa distância e a bola explodiu no travessão, assustando Edson Mardden.

 

Ficha Técnica

Brasil 0  x 2 CRB

Campeonato Brasileiro – Série B – 3ª Rodada

Local: Estádio Bento Freitas (Pelotas-RS)

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (CBF-MG)

Árbitro Assistente 1: Márcio Eustáquio Santiago (CBF-MG)

Árbitro Assistente 2: Celso Luiz da Silva (CBF-MG)

4º Árbitro: Daniel Aloysios Soder (CBF-RS)

Renda :  Público:

Cartões Amarelos: Ednei, Bruno Aguiar (Brasil) Ferrugem (CRB)

Gols: Felipe Ferreira (Pênalti-CRB) 32’ do 1º tempo; Ferrugem (CRB) 2’ do 2º tempo

Equipes:

Brasil: Carlos Eduardo, Ednei, Leandro Camilo, Bruno Aguiar e Sousa; Leandro Leite, Carlos Jatobá (Diogo Oliveira), Murilo Rangel e Juba (Rafael Grampola) ; Bruno Paulo e Branquinho

Técnico: Rogério Zimerman

CRB: Edson Mardeen, Daniel Borges, Ewerton Páscoa, Guilherme Mattis e Igor;  Dirceu Lucas e Ferrugem; Willian Barbio (Mailson), Felipe Ferreira e Willie(Matheus Silva); Victor Rangel

Técnico: Marcelo Chamusca

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.