HOJE SIM

  • terça, 06 agosto 2019 00:00
CRB derrota Atlético em Goiânia: chegada ao G4 pela 1ª vez CRB derrota Atlético em Goiânia: chegada ao G4 pela 1ª vez Vitor Garcia-ACG

Sufoco gigante, defesa épica de Vinicius, gol de Wille: CRB vence o Atlético-GO e chega ao G4

 

Hoje sim. O CRB não havia tomado um sufoco deste tamanho que passou no Antônio Accioly contra o Atlético (GO). Literalmente soube sofrer.

 Foi um bombardeio do Atlético com oito finalizações diretas no gol em 19 feitas na partida. Além disto, o goleiro Vinicius teve uma atuação destacada e fez uma defesa épica ao defender um torpedo de Jorginho aos 46 minutos praticamente a queima roupa. Já o CRB foi cirúrgico. Finalizou sete vezes e apenas uma certa justamente o gol de cabeça de Willie.

Esta foi a quarta vitória do CRB fora de casa na Série B. Com o resultado, o CRB chegou aos 23 pontos na tabela de classificação e abre a rodada na 4ª colocação. O Galo – com um jogo a mais – tem a mesma campanha que o Botafogo e está a frente do time paulista no critério do confronto direto. As chances de permanecer no G4 ao fim da rodada são remotas. Quatro times precisam perder:Botafogo, Coritiba, Paraná e Sport. Já o Atlético(GO) estacionou nos 25 pontos mas ainda ficou na vice-liderança, mas também seca as quatro equipes que o CRB torce contra para poder permanecer na vice-liderança.

Na 16ª rodada, o CRB receberá o Vitória, no domingo, 18 ás 16 no Estádio Rei Pelé. Já o Atético(GO) fará o segundo jogo seguido no Estádio Antônio Acioly. Na terça-feira, 13, o Dragão receberá o Oeste ás 19h15.

O Jogo

Atlético-GO e CRB iniciaram a partida com uma disputa muito aberta. As duas equipes procuravam situações ofensivas. No entanto, jogando em casa, o Dragão começou a envolver mais o Galo. O rubro negro goiano tinha o domínio da bola, mas não conseguia penetrar na defesa do CRB.

Passados os dez primeiros minutos, o cenário sofreu uma alteração. O Atlético começou a chegar e conseguir finalizações. O primeiro lance de finalização surgiu aos doze minutos. Na cobrança de uma falta, o zagueiro Lucas Rcha chegou no segundo pau e tocou fraco para o gol, mas Vinicius encaixou sem sustos.

Seis minutos depois foi a vez de Mathuezinho criar uma boa jogada e passar para Jorginho, ele dominou no peito e chutou rasteiro, a bola passou próximo do poste esquerdo, defendido pelo goleiro do Galo.

Somente aos 19 minutos, o CRB chegou pela primeira vez. Após um rebote, Willians Santana chutou de fora da área, mas pegou muito embaixo e isolou a bola, sem levar perigo para o goleiro Mauricio Koslinski.

O Atlético respondeu e no minuto seguinte, Mike chutou sem força e Silvestre pegou sem dificuldade. O Dragão seguiu pressionando. Aos 25 minutos, o Atlético teve uma grande oportunidade. Cobrança ensaiada, Reginaldo levanta na área e a bola é desviada pelo zagueiro Gilvan na pequena área e o goleiro Vinicius faz um milagre, evitando o gol do Dragão.

O último lance do 1º tempo trouxe uma nova defesa importante do goleiro Vincius. O cruzamento na área, encontrou o zagueiro Wellington Carvalho que tocou contra a própria meta e Vinicius fez uma defesa de puro reflexo, no rebote, Jorginho tentou a finalização, pegou mal e colocou para fora.

O segundo tempo começou com uma mudança de cenário. O técnico do CRB, Marcelo Chamusca conseguiu posicionar melhor a equipe e por consequência, o Galo conseguiu conter a quantidade de chegadas O Atlético seguia dominando as ações, mas não conseguia finalizar com a mesma facilidade que encontrou no 1º tempo. Só para comprovar isto, o primeiro chute a gol surgiu apenas aos 13 minutos, quando Mike dominou de fora da área e bateu com efeito, mas ele foi fora do gol defendido por Vinicius.

Quatro minutos depois, o CRB chegou. Igor avançou e não recebeu marcação, arriscou um bole chute da intermediária, a bola passou cima do gol, mas assustou o goleiro Koslinski.

O Atlético voltou a por pressão somente aos 30 minutos em dois lances seguidos. No primeiro lance, André Luis que havia entrado há pouco tempo, chutou cruzado, a bola atravessou na gente da pequena área e ninguém cortou. Na sequência foi a vez do lateral Moraes, que não teve acompanhamento de Willians Santana, e chutou cruzado para Vinicius defender. Nos dois minutos seguintes, duas novas finalizações de fora da área, com Moraes e Moacir assustando o time regatiano.

Seis minutos depois, o Atlético chegou pelo lado direito. Reginaldo cruzou, André Luis cabeceou e o goleiro Vinicius fez uma defesa no canto baixo direito da sua meta.

Em um momento de desafogo, o CRB chegou ao gol. Eram 42 minutos, Bryan surgiu pelo lado e Willie se antecipou a defesa , cabeceou, encobriu o goleiro Mauricio Koslinski.

Após tomar o gol, o Atlético ainda teve outra oportunidade de empatar. Aos 45 minutos, uma bola alçada na área, Jorginho soltou um foguete e Vinicius fez a defesa mais impressionante do jogo, com uma tapa sensacional, evitando o gol do Dragão.

Este foi o último lance importante da partida. O CRB garantia uma importante vitória.

Ficha Técnica

Atlético-GO 0  x 1 CRB

Campeonato Brasileiro – Série B – 15ª Rodada

Local: Estádio Antônio Accioly (Goiânia-GO)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (CBF-DF)

Árbitro Assistente 1: Luciano Benevides de Sousa (CBF-DF)

Árbitro Assistente 2: Lucas Torquato Guerra (CBF-DF)

4º Árbitro: Anderson Ribeiro Gonçalves (CBF-GO)

Renda:R$ 49.375,00   Público: 4.016 pagantes (com 3.022 pagantes)

Cartões Amarelos: Léo Ceará (CRB) Jorginho, Gilvan, Moacir (Atlético-GO)

Gols: Willie (CRB) 42’ do 2º tempo

Equipes:

Atlético-GO: Maurício Kozlinski, Reginaldo, Lucas Rocha, Gilvan e Moraes; André Castro (Gilsinho) e Moacir; Mathezinho, Jorginho e Mike; Pedro Raul(Rodrigo Rodrigues)

Técnico: Wagner Lopes

CRB: Vinicius, Daniel Borges, Victor Ramos, Wellington Carvalho e Igor; Claudinei e Lucas Siqueira (Felipe Ferreira); Willians Santana(Bryan), Lucas Abreu e Alisson Farias(Willie); Léo Ceara

Técnico: Marcelo Chamusca

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.